Opinião

Agora eu quero saber a opinião de vocês. Eu achei este look o máximo e bem inverno 2010. Jaqueta couro, calça skinny, camiseta V, sapato preto e aquela bolsa linda e que a propósito estou louco atrás de uma, mas não acho em lugar nenhum aqui!

Para complementar o look, como se não estivesse bem, o cara, ou a grife apostou em alguns acessórios pretos no braço, que ficaram lindo. Sem falar no cabelo, que está muito legal. Esta semana vou cortar o meu e vou aderir a franja novamente!

Anúncios

Na medida certa do seu estilo

Temos no comércio muitas modelagens de calças disponíveis. A calça perfeita valoriza qualquer silhueta, especialmente quando respeita as medidas.

Confira quais são os tamanhos adequados para cada modelo:

AFUNILADAS

São do estilo que mais favorece a todos os tipos de corpo, inclusive para quem tem coxas grossas ou barriga;
Largura da boca: 18cm a 22cm.

Calça Afunilada

PANTALONAS

Calças amplas, retas e largas desde os quadris. Homens baixos podem usar em tecidos macios ou finos. Ideal para coxas volumosas;
Largura da boca: 30cm a 50 cm.

Calça Pantalona

SKINNY

Muito estreitas da coxa ao tornozelo, adequadas a pernas e corpos magros;

Largura da boca: 16cm a 18cm.

Calça Skinny

SARUEL

Calças de origem indiana com o gancho bem baixo. Veste bem os homens de pernas longas e os magros.

Largura da boca: pode variar entre justa e larga, dependendo da modelagem.

Calça Saruel

BAINHAS IMPECÁVEIS

Sarjas, jeans e tecidos de algodão combinam com bainhas de no máximo dois centímetros feitas na máquina.
Bainhas italianas “fatiam” o corpo, diminuindo a altura de quem veste. Bainhas italianas são adequadas apenas para ternos, mas permitidas para calças sociais de boca estreita.

As bainhas assimétricas, mais curtas na frente, caindo para trás, não são mais usadas. A bainha deve ser marcada reta, cobrindo a parte traseira do sapato, encostando no salto e quebrando levemente na frente. Quanto mais larga, mais longa.

ACERTE NO PRETO

Do mais lavado, para ocasiões informais, ao preto total, o black jeans voltou para trazer classe ao seu inverno

– A conta é a seguinte: para cada três jeans, você deve ter um preto.

– A combinação black jeans e camisa xadrez está em alta, e aprova de erros.

– Na lavagem utilize produtos específicos para a cor preta. Evita que seu jeans desbote.

– Um visual todo preto alonga e emagrece. Combine com camisetas (gola V) e cintos lisos.

Cachecol contra a mesmice

O classico acessório brinatico aterrissou em terras tropicais no inicio do outono. Com tecidos leves, na medida certa para o seu inverno. Aposte nele e garanta conforto e elegancia

O acessório foi hit no exterior e agora chegou ao brasil com tudo. As vitrines de lojas especializadas em roupas masculinas trazem varios modelos: colorios, netros, xadrezes, com listras. Basta escolher o seu e dar um up no seu visual.

O cachecol é uma peça independente: não precisa combinar sempre. Arrisque-ce.

Sim, ele pode ser usado com terno. Prefira modelos mais clássicos e sóbrios. Apenas jogue-o sobre o pescoço.

O nó clássico é assim: dobre o cachecol em dois, passe em volta do pescoço e coloque as pontas soltas por dentro da outra ponta dobrada. Aperte e ajeite o nó.

Para dar duas voltas o comprimento deve ser aproximadamente dois  metros.

Para quem vai ao trabalho, cores neutras como preto e cinza são as mais indicadas.

Uma ultima dica, no exterior a regra foi a seguinte: quanto maior, melhor. Então, se quizer um diferencial nesta estação, aproveite.

Referência: Revista Men’s Health

Viva livre no Xadrez

Antes ícone punk, grunge ou skatista, o xadrez hoje ganhou status e flexibilidade: vai do trabalho a balada.

Fique ligado

  O xadrez pode aumentar sua cintura. Quanto maior for o padrão do xadrez, maior você pode parecer.

Vai usar camiseta embaixo? Apenas as lisas e básicas.

Para dias mais frios, escolha os recidos flanelados, aquecem mais.

Na hora da compra, olhe a parte interna do punho. Algumas marcas colocam estampas diferentes. Fica chamoso quando você dobra.

Camisa xadrez larga fica feio. Ela deve ser levemente ajustada ao corpo.

 

Um pouco de literatura

E quem disse que literatura não é uma pauta para o homem moderno? Fica ai um dos belos textos do escritor portugues José Saramago, que, infelizmente, veio a falecer na semana passada.

Sorriso, diz-me aqui o dicionário, é o acto de sorrir. E sorrir é rir sem fazer ruído e executando contracção muscular da boca e dos olhos.

O sorriso, meus amigos, é muito mais do que estas pobres definições, e eu pasmo ao imaginar o autor do dicionário no acto de escrever o seu verbete, assim a frio, como se nunca tivesse sorrido na vida. Por aqui se vê até que ponto o que as pessoas fazem pode diferir do que dizem. Caio em completo devaneio e ponho-me a sonhar um dicionário que desse precisamente, exactamente, o sentido das palavras e transformasse em fio-de-prumo a rede em que, na prática de todos os dias, elas nos envolvem.

Não há dois sorrisos iguais. Temos o sorriso de troça, o sorriso superior e o seu contrário humilde, o de ternura, o de cepticismo, o amargo e o irónico, o sorriso de esperança, o de condescendência, o deslumbrado, o de embaraço, e (por que não?) o de quem morre. E há muitos mais. Mas nenhum deles é o Sorriso.

O Sorriso (este, com maiúsculas) vem sempre de longe. É a manifestação de uma sabedoria profunda, não tem nada que ver com as contracções musculares e não cabe numa definição de dicionário. Principia por um leve mover de rosto, às vezes hesitante, por um frémito interior que nasce nas mais secretas camadas do ser. Se move músculos é porque não tem outra maneira de exprimir-se. Mas não terá? Não conhecemos nós sorrisos que são rápidos clarões, como esse brilho súbito e inexplicável que soltam os peixes nas águas fundas? Quando a luz do sol passa sobre os campos ao sabor do vento e da nuvem, que foi que na terra se moveu? E contudo era um sorriso.

Perfume de um jeito diferente

Não é por ser frio que só deve usar fragrâncias pesadas. Hoje você pode escolher entre citricos e apimentados

A ocasião faz o perfume: leves e refrescantes durante o dia e fortes e encorpados para a noite. Deixe os frascos separados para não confundir.

Cuidado para não misturar. Use creme de barbear e o desodorante sem cheiro.

Nos dias quentes use menos. Quanto maior a temperatura do corpo, mais ele exala. E, pela manha, seu olfato é mais apurado.

Após o banho espere alguns minutos antes de aplicar. Os poros retêm água e o contato com o perfume faz com que a fragrância evapore.

Se o lóquido estiver escuro ou você sentir cheiro de vinagre no perfume, jogue-o fora.

Abaixo estão algumas boas pedidas para este inverno, para todos os gostos e bolsos.

Onde encontrar:

cK e Lacoste: FK one multimarcas (049) 3316-0336

Natura:  (49) 33225208

O Boticário: (49) 33231426

Malha fina

Suéteres leves são versateis e garantem conforto, tanto na meia estação como no inverno

O cashemere é quente, não pinica, dura anos e vale cada sentavo pago. A padronagem argyle (com losangos) assim como as lisas combinam com tudo, do jeans ao terno.

O trabalho não pede terno, mas você quer manter a elegancia? aposte em um tricô fininho com camisa e gravata, complete com acessórios de couro, que finalizam, o visual com estilo. Tricôs finos são otimas opções para o trabalho. Dá para usar embiaxo do terno sem criar muito volume e sem perder a elegância.

O linho é leve, antialérgico, confortavel e indicado para os dias mais quentes e informais. Uma ótima pedida para o final de semana, combine-o com bermudas e jeans. Agora para você que malhou o mês inteiro e quer sair mostrando os resultados despretensiosamente, use um trico fininho sem nada embaixo, é sexy e todo mundo nota.

Combinado com um jeans fica uma boa pedida para uma balada